existe-diferenca-entre-o-diploma-ead-e-o-presencial-13245

Na dúvida se faz um curso presencial ou se obtém um diploma EAD (de um curso a distância)?

Cada um tem as suas vantagens e são próprios para tipos diferentes de pessoas. No post de hoje, vamos mostrar as principais diferenças entre esses tipos de formação e qual o reconhecimento de seus diplomas. Confira!

Como funciona o diploma EAD na lei?

Os cursos a distância (EAD) estão previstos na legislação brasileira, logo, seus diplomas são reconhecidos legalmente. Porém, nem todos os cursos ofertados na internet têm autorização do Ministério da Educação (MEC) para funcionar, e seus respectivos diplomas podem não ser reconhecidos dependendo da instituição.

Portanto, é fundamental que, antes de se matricular, você verifique no site do MEC se a instituição está na lista das universidades credenciadas para o ensino a distância.

Além do reconhecimento da escola, é importante que você verifique se o curso que pretende fazer também está cadastrado no sistema oficial. O credenciamento de cada curso deve ser solicitado ao MEC da mesma forma pela instituição.

No caso da graduação em Direito, Psicologia, Medicina ou Odontologia também deve haver autorização do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil ou do conselho federal de cada profissão. Procure todas as informações antes de tomar uma decisão.

Como o diploma é recebido no mercado de trabalho?

Para conseguir uma vaga ou ser promovido no trabalho, o diploma de graduação já se tornou pré-requisito na maioria das empresas, independentemente da modalidade do curso que o funcionário fez. Para os empregadores, vale mais o conhecimento que o profissional adquiriu durante os estudos do que o diploma propriamente dito.

Até porque dificilmente haverá a modalidade descrita no seu diploma, e é muito improvável que um entrevistador te pergunte isso. Melhor do que focar em que tipo de graduação você fez, quem vai te contratar vai querer saber em que universidade você se formou e quais conhecimentos adquiridos lá você pode trazer para o emprego.

Os recursos humanos das empresas, de uma forma geral, buscam profissionais com boa formação, experiência de mercado e alguém que seja flexível, que saiba falar outras línguas, que seja criativo e que tenha raciocínio rápido, além de muita organização.

O diploma EAD serve para prestar concurso público?

No caso de quem vai prestar concurso público, é preciso analisar o tipo de curso. O fato de ele ser a distância não influencia na validade, mas apenas cursos de graduação são válidos para esse tipo de seleção. Os cursos de formação sequencial, em geral, não são aceitos nos editais. Portanto, é necessário que o aluno verifique essa diferenciação no edital do concurso.

Se optar pela graduação a distância, o concurseiro terá encontrado uma ótima forma de otimizar o tempo de estudos para a prova de seleção e obter o diploma ao mesmo tempo. Por ser a distância, o curso dá mais flexibilidade e mobilidade.

O diploma EAD serve para pós-graduação?

Por fim, uma dúvida muito comum entre os estudantes da graduação é sobre o seu futuro acadêmico. O diploma de uma graduação a distância vale para quem quer fazer uma pós? Claro que sim!

Tanto na modalidade lato sensu (cursos de especialização voltados para o mercado de trabalho) quanto na stricto sensu (mestrados e doutorados, voltados mais para quem quer seguir a vida acadêmica ou de pesquisa científica), o diploma EAD de graduação é aceito como requisito para a pós. Inclusive, cada vez mais vem crescendo a pós a distância também, em ambas as modalidades.

Para uma pós a distância, valem as mesmas regras da graduação EAD. Por lei, são válidas as aulas de ensino médio, ensino técnico, graduação e pós-graduação a distância.

Quais são as principais vantagens do EAD?

O mais legal dos cursos a distância (sejam eles semipresenciais ou totalmente on-line) é a flexibilidade que o aluno tem para montar a sua própria grade de horários, sempre de acordo com a sua rotina. Com o EAD, a pessoa estuda onde, como e quando preferir, precisando apenas ter uma boa conexão com a internet e, claro, muita organização e disciplina. Afinal, ela será a responsável pelo seu próprio aprendizado e precisará assistir aulas e estudar tanto (ou mais!) do que os alunos da graduação tradicional.

Para ajudar o estudante, os melhores cursos de EAD disponibilizam recursos multimídia, tutorias, fóruns e grupos de estudo on-line para que o aluno converse com colegas e professores. O melhor de tudo é que, estudando pela internet, o aluno não perde tempo no trânsito nem tem um compromisso fixo diário ou semanal de estar na faculdade.

Outra das muitas diferenças do curso EAD para o presencial é que o aluno que estuda on-line desenvolve uma série de habilidades, como:

  • autonomia;

  • compromisso;

  • disciplina;

  • organização;

  • dedicação;

  • fluência tecnológica.

Onde buscar cursos de EAD?

Existe uma série de opções de cursos on-line por aí. Conforme já falamos, o 1º passo para encontrar o melhor para você é verificar se ele tem o reconhecimento do MEC e das instituições da classe, se for o caso.

Depois disso, você pode pesquisar pela grade curricular o que mais se adequa aos conhecimentos que você busca para a sua vida profissional. Se você já tem experiência e precisa de um conhecimento mais teórico, busque graduações voltadas para isso. Já se você ainda não tem tanto conhecimento técnico, busque uma faculdade que tenha matérias com muitos exemplos práticos da teoria para que você possa aplicá-los no seu dia a dia de trabalho.

A principal vantagem da educação a distância é que você pode se matricular em instituições reconhecidas e valiosas que provavelmente não conseguiria se as aulas fossem presenciais. Um exemplo disso são os cursos on-line oferecidos por universidades estrangeiras, em parceria com faculdades brasileiras ou não.

Já pensou estudar no exterior sem ter que sair de casa? Mais prático, impossível! Se isso te interessar, pesquise universidades brasileiras que tenham convênio com estrangeiras ou busque diretamente no site da universidade no exterior que você gostaria de estudar. De toda forma, é importante que você tenha pelo menos nível intermediário da língua estrangeira antes de se candidatar para uma vaga de graduação no exterior.

Outra vantagem dos cursos EAD é que, assim como na modalidade presencial, os cursos de graduação on-line e semipresenciais também estão inseridos no programa ProUni, que leva alunos de baixa renda para a graduação. Ou seja, você pode conseguir bolsas de estudo e, quem sabe, até cursar a graduação de forma totalmente gratuita.

Se você ainda tem dúvidas se a graduação a distância é a melhor pra você, faça o download gratuito do nosso e-book com as 12 dúvidas mais comuns de quem quer estudar on-line. A gente também quer saber o que você acha do diploma EAD: você pretende cursar esse tipo de faculdade? Deixe um comentário e conte para a gente!

5 segredos da gestão de tempo para estudantes

Deixe um comentário