estagio-ou-emprego-qual-a-melhor-opcao-para-o-universitario.jpeg

As inúmeras obrigações familiares, além da turbulenta rotina da universidade, gera uma pergunta pertinente: qual é a melhor opção durante a graduação: estágio ou emprego? Fato é que, como tudo na vida, ambas as atividades possuem aspectos positivos. 

A primeira, por exemplo, apresenta uma excelente oportunidade de conhecer melhor o mercado e colocar em prática as habilidades aprendidas em sala de aula. Em contrapartida, a outra é a solução ideal para aqueles que buscam uma certa estabilidade financeira. 

“Então, qual o caminho mais recomendado?” — perguntam os universitários, que ainda não sabem ao certo o que fazer. Para solucionar essa questão é preciso analisar cuidadosamente as possibilidades para assim escolher a opção mais compatível com a sua realidade.

Com o intuito de ajudá-lo nessa tarefa, copilamos abaixo os principais benefícios de cada uma das alternativas. Veja só:

As principais vantagens do estágio

Saiba de antemão os principais benefícios de optar pelo estágio durante a faculdade. Assim, será possível compreender melhor o porquê essa modalidade é tão importante durante a graduação.

1. Promove a prática

Já dizia a expressão popular que “a prática leva à perfeição”, não é mesmo? Essa assertiva é totalmente válida no mercado de trabalho e na vida acadêmica. Afinal, não basta saber a teoria. É necessário entender as disciplinas e, principalmente, saber como aplicá-lo no dia a dia.

É nesse contexto que o estágio é um forte aliado do estudante. Com a possibilidade de compreender na prática todo o conteúdo ensinado na universidade, o estudante chegará ao mercado já entendendo e exercendo a profissão escolhida. 

Vale destacar que a ajuda de profissionais especializados, que são responsáveis por supervisionar o aluno, facilita todo o processo. Em um quadro geral, tal alternativa proporciona a consolidação do aprendizado.

2. Amplia o networking

Nos dias atuais, o networking constitui-se como mecanismo essencial para conseguir um emprego de destaque. O motivo é simples. Você, enquanto gestor de uma empresa, ao precisar de contratar um colaborador, optaria por alguém totalmente desconhecido ou por uma pessoa indicada por alguém de confiança? A resposta é bem óbvia, concorda?

Por isso, é tão importante apostar no networking durante a graduação. E pode acreditar: o estágio proporciona o contato com vários profissionais da área, ampliando a sua rede de contatos. 

3. Agrega valor ao currículo

Estagiar é praticamente pré-requisito para conseguir entrar no mercado de trabalho, uma vez que os diretores e gestores acreditam que os candidatos devem ter um mínimo de experiência para exercer determinadas funções. 

Portanto, ao analisar o currículo daqueles que concorrem a uma vaga, um dos primeiros itens a ser observado é a questão do estágio. É nesse sentindo que a atividade mostra-se como um atrativo,  agregando valor ao currículo e sendo um complemento do projeto pedagógico do curso.

4. Permite efetivação

É muito comum as empresas contratar os próprios estagiários. Alias, são vários os empreendimentos que apostam em programas específicos de treinamento, capazes de tornar os estudantes em peças fundamentais para o desenvolvimento do negócio.

Já conhecendo toda a cultura organizacional e alinhado aos valores e políticas internas, o estagiário é a melhor alternativa para ocupar certos cargos. Assim, ao desempenhar um estágio com excelência existe grande possibilidade de ser efetivado.

Os 4 benefícios de um emprego

Não há dúvidas que um emprego com carteira assinada também apresenta vantagens, que devem ser consideradas antes de bater de vez o martelo. Confira agora alguma delas:

1. Contribui com a estabilidade financeira

A crise econômica e financeira que assola o país gerou um quadro caótico para os trabalhadores, resultando em um número considerável de famílias desempregadas. Assim, toda ajuda financeira é super bem-vinda. É nesse cenário que ter um trabalho de acordo com os regimentos da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) tornou-se fundamental para se manter. 

Pagar mensalidade, comprar livros e arcar com as demais despesas do estudo, além de ter que lidar com os gastos do lar: a conta no final do mês é fixa e não sai nem um pouco barata, mesmo que tente economizar ao máximo, certo? O trabalho, nesse contexto, se sobressai ao estágio, que não apresenta tantas garantias e oferece uma remuneração relativamente baixa.

2. Ajuda na formação pessoal e profissional

Mesmo que o emprego não contribua com o aprendizado das disciplinas estudadas, já que a área de atuação, às vezes, não é compatível com o curso, fato é que ele ajuda com a formação pessoal e profissional. Isto é, ao trabalhar em uma empresa consolidada, o estudante terá que assumir algumas responsabilidades, que até então eram desconhecidas.

Chegar atrasado, faltar no serviço ou até mesmo ter um desempenho inferior, por exemplo, não serão permitidos, pois o empregador entende que comprometimento do funcionário com o trabalho não deve ser influenciado por questões externas. 

Diferente do estágio, em que o supervisor é mais flexível, pois entende as condições dos estudantes, no emprego formal, os gestores normalmente cobram metas e resultados, além de total dedicação. Tal característica permite um crescimento profissional ímpar, que será útil por toda a vida. 

3. Desenvolve o pensamento estratégico

Esse é mais um dos diferenciais do emprego. Os colaboradores da empresa precisam ter voz ativa e oferecer soluções práticas e efetivas, atitudes que não são exigidas no estágio  já que o estudante está lá para aprender.

Aqui é preciso saber sintetizar uma ideia e, claro, criar mecanismos para colocá-la em operação, característica que auxilia no desenvolvimento do pensamento estratégico. 

4. Facilita a conquista de novos empregos

Não há dúvidas que estagiar abre as portas para algumas empresas, porém ter no currículo um emprego comprovado em carteira qualifica ainda mais o currículo e, às vezes, tem mais peso para algumas organizações.

A atividade demonstra que, além de experiência, o estudante tem habilidades específicas e jogo de cintura para lidar com as inúmeras situações do cotidiano empresarial, característica desejada pela equipe do Recursos Humanos. Por isso, apostar em um emprego também é uma alternativa viável, principalmente se o trabalho em questão estiver correlacionada à carreira profissional desejada.

Pode acreditar: analisando cuidadosamente cada um dos aspectos será possível identificar qual das opções — estágio ou emprego  é mais apropriada para o momento vivenciado. Vale destacar que somente o próprio estudante é capaz de responder adequadamente a questão, por mais que dicas e conselhos ajudem a clarear as ideias. Lembre-se sempre que somente você é apto a dizer qual o melhor caminho a seguir. 

Gostou do conteúdo e quer receber mais informações e dicas sobre o universo acadêmico? Siga, então, nossa página no Facebook.

 

5 segredos da gestão de tempo para estudantes

Deixe um comentário