entenda-por-que-as-redes-sociais-sao-a-nova-carta-de-recomendacao.jpeg

As redes sociais chegaram para ficar. Prova disso é que elas ocupam cada vez mais espaço na nossa rotina e, por incrível que pareça, agora têm uma relação até com as suas chances de conseguir um emprego.

É isso mesmo: se você não ficar atento ao que posta na internet, pode acabar perdendo boas oportunidades. Isso porque as grandes organizações do mundo estão se tornando mais atenciosas com esses detalhes na hora de recrutar.

Se você quer saber mais sobre o assunto para não errar nesse sentido, então esta postagem foi feita para você! Acompanhe!

Como as redes sociais influenciam

As redes sociais servem para conectar e aproximar as pessoas, aumentando o relacionamento e a possibilidade de se expressar. Isso pode parecer o melhor dos mundos (e talvez até seja em determinadas situações), mas algumas pessoas têm perdido a noção e usado esses meios de comunicação de maneira errada.

Convenhamos, depois que você conhece alguém (ou às vezes até mesmo antes disso) são as redes sociais que ajudam a fazer uma avaliação inicial da pessoa, não é mesmo? Portanto, nada mais natural que essa mesma impressão seja sentida pelas empresas de recrutamento e seleção.

Além disso, elas revelam seu histórico profissional e seus relacionamentos, mostrando seu networking e outras conexões que você tenha. Isso pode ajudar muito no processo seletivo.

Como podem me ajudar a conseguir um emprego

A atividade de buscar referências nas redes sociais tem mudado muito a forma de recrutamento. Pare e pense por alguns segundos: se antes a empresa pedia a indicação de alguém, hoje ela consegue conhecer o candidato de forma bem mais profunda por meio da internet.

Afinal de contas, sempre que precisamos, indicamos alguém que vai falar bem de nós, como um ex-gerente ou colega de trabalho com quem você se relacionou muito bem. Por outro lado, as redes nos revelam como realmente somos, mostram os nossos hobbies, amigos, tipos de diversão, posicionamento político, etc.

Assim fica bem mais fácil perceber se as pessoas têm ou não o perfil de determinada vaga, descobrir com quem determinado o candidato já trabalhou e descrever um perfil mais geral. Assim a internet tornou mais prático conhecer o candidato de fato e a diversidade de opiniões pode revelar a verdade de forma mais clara, concorda?

Justamente, por isso, as redes se transformaram na nova carta de recomendação, falando muito sobre você. Como você deve imaginar, virou rotina dos processos seletivos querer saber, por meio dos perfis, o que pode somar pontos a favor ou contra para o candidato e determinar se ele é aderente ou não aos valores da empresa.

Portanto, nunca é tarde para avisar você sobre os cuidados com o uso das redes sociais. É claro que você pode e deve se divertir, mas tente fazer isso no privado ou em um modo que apenas os seus amigos consigam ver. Assim você não assusta um recrutador interessado e garante uma boa reputação online.

Como não errar no uso das tecnologias

Se você já entendeu o que estamos dizendo e não quer errar nesse sentido, veja algumas de nossas dicas de comportamento para guiá-lo nas redes sociais.

Escolha bem a publicação de suas fotos

Muitas pessoas adoram compartilhar fotos na internet, mas postar aquelas em que você está visivelmente sob efeitos de álcool ou com o corpo muito exposto pode não pegar muito bem. Portanto, evite e modere a publicação sempre que estiver de sunga ou biquíni.

Se os seus amigos postam e marcam o seu nome nas fotos, escolha uma opção que permita restringir a visualização dessas imagens ou a aparição delas na sua página. Acredite: esse ponto conta muito!

Não fale mal do chefe, empresa ou colegas

Esses comportamentos são muito dispensáveis e podem pesar muito na hora de uma contratação. Afinal de contas, esse não é o lugar ideal para expor a sua opinião nesse sentido e a empresa espera que você seja, no mínimo, discreto caso esteja passando por algum problema.

Portanto, se você está vivendo uma situação ruim no trabalho, a melhor opção é engolir a raiva e guardar para si ou desabafar com um amigo próximo ou com o seu terapeuta. Importante mesmo é saber que a rede social não deve ser usado para isso.

Quanto a informações sigilosas ou estratégicas da empresa, não é preciso falar, não é mesmo? Nem pensar, concorda? Um vazamento de assuntos sensíveis pode alertar seus concorrentes e colocar um projeto em risco — e o seu emprego também.

Escolha bem suas palavras

Fazer comentários preconceituosos ou discriminatórios — mesmo que como brincadeira — pode ser mal interpretado, por isso, é bom ser evitado também. Portanto, tenha sempre em mente a importância do bom senso e escolha muito bem as palavras e a forma de dizer qualquer coisa antes de publicar.

Muitos problemas podem começar dessa forma. Se você já viu alguém postando algo em um tom irritado ou indelicado provavelmente também percebeu como o resultado não foi nada bom. Então, controle-se nesse sentido!

Não use as redes no horário de trabalho

Ficar curtindo publicações no Facebook, Instagram ou qualquer outra mídia o tempo inteiro pode pegar muito mal. Por mais tentador que seja, tente se controlar durante o expediente, mesmo que essa seja uma prática comum e o acesso seja liberado em sua empresa.

Pense que isso passa a impressão de que você está à toa e se divertindo mais que trabalhando, o que pode gerar alguns pontos negativos e despertando a antipatia de alguns colegas de trabalho.

Tente ser discreto

Para fechar, tente ser discreto o máximo possível. Evite as publicações abertas e polêmicas, sem colocar sua posição ou ponto de vista sempre que sofrer com algum tipo de controvérsia. Se você pensa que isso é bobeira, pense que essa é uma maneira de preservar a sua imagem.

Para lidar bem nas redes sociais, o grande segredo é ter bom-senso e se controlar. Agora que você já sabe como elas são fortes e influenciam mais do que a maioria das pessoas imagina, tem motivos de sobra para pensar duas vezes antes de publicar algo, não é? Não deixe de tomar cuidado com seus posicionamentos — você vai agradecer a si mesmo por ser mais cauteloso nesse sentido.

Se você gostou desse artigo, compartilhe agora mesmo o conteúdo nas redes sociais! Você vai ajudar muita gente a ter uma melhor carta de recomendação para os futuros processos de recrutamento. Pode acreditar!

5 segredos da gestão de tempo para estudantes

Deixe um comentário