7-motivos-para-ingressar-em-uma-universidade-particular.jpeg

Depois de se formar no ensino médio, o próximo passo é decidir o que estudar na faculdade. Muito se comenta sobre essa escolha fundamental, mas não se esqueça de que ela leva a outras perguntas igualmente importantes: em qual instituição de ensino você vai estudar? É melhor uma universidade particular ou pública?

Afinal, a universidade será responsável por lapidar todo o seu potencial. Ela transmite grande parte dos conhecimentos teóricos e práticos necessários para seu futuro profissional, e fornece as ferramentas e equipamentos para você chegar lá.

Nesse sentido, a universidade particular apresenta claras vantagens. Quer saber quais são? Continue a leitura e descubra por que as instituições de ensino privadas são a melhor opção para os universitários!

1. Impossibilidade de greve

Qual aluno de universidade pública nunca enfrentou uma greve? Os professores têm direito de lutar por melhores salários e condições de trabalho, mas não dá para negar que as greves atrapalham bastante o desenrolar regular do semestre.

Com isso, os alunos acabam perdendo conteúdo e tendo que repor aulas, o que consequentemente obriga os professores a estender o semestre de estudos no período de férias. Assim, o semestre seguinte sofre um atraso e, para resolver toda essa confusão depois, os alunos e professores têm que se desdobrar.

Já nas universidades particulares, os professores são funcionários de uma instituição e não do governo. Greves não fazem parte do cotidiano. Portanto, estudar em uma universidade privada garante que você vai ter todas as aulas do semestre da maneira como ele havia sido previamente planejado, sem alterações nas datas de início e final de férias e sem falta de professores.

2. Melhor estrutura e equipamentos

Por mais que o ensino seja ótimo, uma instituição pública não tem os recursos necessários para oferecer tudo o que há de mais moderno em termos de estrutura e equipamentos.

Para cursos como Jornalismo, Cinema, Medicina, Engenharia e Design, por exemplo, o acesso a equipamentos de qualidade é fundamental. E mesmo cursos que envolvam mais leitura, discussão e teoria, como Direito e Letras, também requerem uma boa estrutura para que os alunos possam aprender com conforto.

Nas universidades particulares, as salas de aula são mais confortáveis e espaçosas, os prédios são modernos e de qualidade, e o aluno tem acesso a tudo de que precisa para alcançar seus sonhos e objetivos universitários e profissionais. Além dos equipamentos necessários para o curso em si, a estrutura também inclui bibliotecas vastas.

Aliás, a alta qualidade da estrutura e dos equipamentos também reflete no trabalho dos professores, que terão muito mais motivação dentro da sala de aula e dos laboratórios se tiverem a sua disposição tudo de que necessitam.

E para os alunos que querem ingressar na pesquisa, a qualidade e a atualização dos laboratórios é um ponto fundamental e que não pode ser ignorado.

3. Valorização no mercado de trabalho

As melhores universidades privadas do país são reconhecidas não apenas no Brasil todo, mas até mesmo internacionalmente. Quando você tem um diploma de uma universidade renomada, o mercado de trabalho imediatamente reconhece a qualidade do ensino e, portanto, espera um profissional à altura.

Além disso, a faculdade particular tem um ensino mais organizado e com uma carga horária fixa. Dessa forma, o aluno consegue encaixar estágios ao longo de seu curso (muitos deles realizados dentro da própria universidade!), acumulando experiências de vida e de trabalho e enriquecendo ainda mais o currículo.

4. Oferta de cursos a distância

Um dos maiores benefícios da universidade particular é algo, até agora, quase exclusivo das instituições privadas: a possibilidade de fazer cursos a distância.

Para alunos que não têm muito tempo e/ou condições financeiras para se dedicar ao ensino tradicional, essa é uma maneira excelente de garantir sua formação superior de maneira prática e mais barata.

No ensino a distância (EAD), o aluno possui acesso a uma educação da mesma qualidade e com o mesmo reconhecimento do que o ensino presencial. A diferença? As aulas acontecem todas em um ambiente virtual, com materiais digitais, chats com o professor, fóruns para trocar ideias com a turma, videoaulas e vários recursos. .

A partir disso, você é quem decide quando e onde vai estudar. Sem a necessidade de se deslocar até a faculdade, é grande a enconomia de tempo e dinheiro. Além disso, poderá estudar nos horários em que você preferir, sem precisar de mudanças drásticas de rotina para encaixar os estudos.

É um mundo completo e rico para dar ao aluno do EAD um ensino à altura da instituição privada escolhida. Assim como os cursos presenciais, o ensino a distância também é regulamentado pelo Ministério da Educação (MEC) e concede ao aluno formado um diploma reconhecido e válido.

5. Excelência do corpo docente

Antigamente, costumava-se achar que as universidades públicas eram superiores porque os professores de real talento estavam lá. Com o passar dos anos, esse mito foi derrubado. Aliás, você certamente vai encontrar na rede particular muitos professores que também dão aula em instituições públicas!

Além disso, grande parte das universidades exige que seu professor tenha, no mínimo, um mestrado. Ao pesquisar o curso que pretende fazer, confira o corpo docente e a experiência de cada profissional.

6. Recebimento de bolsas de estudo

Por mais que você reconheça os benefícios da universidade particular, é inegável que o ensino privado ainda não se encontra acessível para todos os universitários. Por isso mesmo, essas instituições contam com a possibilidade de que o aluno consiga bolsas de estudo integrais ou parciais.

E não são somente as próprias universidades que concedem essas bolsas: programas como o ProUni e o Educa Mais Brasil também são ótimas opções. E para quem precisa apenas de uma ajudinha extra para bancar as mensalidades, o Fies e outros programas de financiamento aliviam o valor de cada parcela, facilitando o pagamento do curso.

7. Grade curricular atualizada

Independentemente do seu curso, você com certeza quer sair da faculdade atualizado e preparado para o mercado de trabalho, não é mesmo? Nesse sentido, mais uma vez a universidade particular demonstra-se superior.

Com o apoio dos já mencionados equipamentos e estrutura de qualidade, a instituição privada tem espaço e recursos para manter sua grade curricular sempre atualizada e, assim, preparar o aluno para o mundo real que ele encontra quando sai da faculdade.

Viu só? A universidade particular é, definitivamente, uma escolha segura e inteligente para sua vida acadêmica e profissional. Já pensou em estudar num curso EAD? Descubra mais sobre o assunto em nosso post sobre como saber se um curso a distância é reconhecido pelo MEC!

5 segredos da gestão de tempo para estudantes

Deixe um comentário