7-ideias-de-negocios-para-quem-deseja-empreender-na-crise.jpeg

Todo cenário econômico gera uma oportunidade de negócio. Por mais que a ideia de empreender na crise possa parecer assustadora em um primeiro momento, para aqueles que entendem que as necessidades e desejos da população nunca terminam, há sempre uma possibilidade de gerar renda.

E se você é um desses que ainda não conhece as opções viáveis de mercado, leia nosso artigo e conheça 7 ideias de negócios que têm grande potencial mesmo com todas as dificuldades e incertezas econômicas vivenciadas na atualidade.

Confira e sinta-se pronto a começar a sua jornada empreendedora!  

1. Pratos práticos e saudáveis

Faça chuva ou faça sol, haja crise ou não: as pessoas precisam se alimentar! E dada a correria do dia a dia e a necessidade de buscar opções práticas, investir em pratos rápidos é uma ótima opção de mercado.

Outra grande tendência que tem ganhado cada vez mais seguidores é a alimentação saudável. Pela busca de corpos definidos e por uma melhor qualidade de vida, muitas pessoas têm buscado rever seus hábitos alimentares.

Desenvolva, então, um negócio que atenda a três necessidades: rapidez, praticidade e alimentação balanceada.

Para se diferenciar dos concorrentes faça entregas, ofereça opções congeladas, invista em Food Trucks e em toda e qualquer alternativa que atenda aos desejos e necessidades dos potenciais clientes.

2. Revenda de carros usados

Uma ótimo opção para empreender na crise é a relacionada ao mercado de carros usados. Com a perda do poder de compra, a população voltou a optar por adquirir veículos com preços mais acessíveis.

E como teve muita gente comprando carro à prestação há pouco tempo, há ainda a possibilidade de a situação financeira apertar e de essas pessoas repassarem os automóveis por um preço melhor.

Sendo assim, o cenário é bastante favorável para os empreendedores: maior possibilidade de compras à vista (afinal, conseguir crédito para tal investimento não está fácil), demanda e oportunidade de aquisição de carros bons por preços atrativos.

3. Negócios digitais

Não vivemos mais sem internet! Usamos a web para diversas atividades rotineiras e, dentre elas, podemos destacar as de pesquisa e de compra de produtos diversos.

Sendo assim, existe ainda um grande mercado a ser conquistado em diversas áreas do mundo virtual. Algumas opções são a de criação de conteúdo para empresas, a abertura de um e-commerce, consultorias neste tipo de ambiente e o desenvolvimento de aplicativos.

A transformação digital é irreversível. Então, que tal pensar em desenvolver uma solução para toda essa demanda? E o lado bom dessa história é que, como as possibilidades são imensas, não é necessário fugir de sua área de atuação: seja Comunicação, Logística, Direito, Engenharia ou qualquer outra, há todo um mercado a ser explorado!

4. Manutenção, reformas e consertos

Como dito anteriormente, quando a economia não está favorável ao consumo, as pessoas começam a buscar alternativas para preservar o que elas já têm ou a buscar opções de “segunda-mão”.

Por isso, uma ótima opção para quem deseja empreender na crise é a de montar negócios que estejam relacionados a consertos, reformas e manutenções.

A área não importa: das oficinas mecânicas aos negócios de pequenos reparos em roupas, passando ainda pelas assistências técnicas em eletrodomésticos, toda empresa que se dispuser a retomar a forma ou a funcionalidade de um item terá sucesso nos próximos anos.

5. Economia compartilhada

Dividir o uso ou a compra de produtos e serviços é uma tendência mundial, conhecida como Economia Compartilhada. E quem investe nos empreendimentos que atendem a essa demanda tem grandes chances de atrair um público bastante promissor.

Dois grandes casos de sucesso nessa área são o Uber e o Airbnb. O primeiro tem por objetivo oferecer à população uma alternativa mais barata de transporte particular, enquanto cria oportunidades de inserção no mercado de trabalho e de complementação de renda. O segundo oferece opções de hospedagens mais econômicas e intimistas, enquanto favorece um ganho a mais no final do mês a diversos donos de apartamentos e de casas.  

6. Desenvolvimento de carreiras

Um dos primeiros sintomas de uma economia em crise é o relacionado ao aumento do desemprego. Quando uma pessoa se vê em uma situação como essa, ela busca alternativas para se destacar no mercado, para se atualizar, para trabalhar de maneira autônoma e até mesmo abrir o próprio negócio.

Diante disso, aqueles que atuam com o desenvolvimento de carreiras e de competências socioemocionais, tais como os psicólogos, consultores e coachs, têm uma grande oportunidade de mercado.

Investir em carreiras e em empregos é, então, um bom negócio para empreender na crise.

7. Aquisição de uma franquia

Franquias são modelos de negócios que já foram testados e que contam com uma boa estrutura de gestão e de comunicação já prontas.

E, pelo fato de haver todo um estudo de mercado por trás desse tipo de empreendimento e pelas outras vantagens já citadas, investir em uma franquia é uma boa oportunidade para empreender.

O ideal é buscar aquelas associadas às necessidades básicas da população, para aumentar ainda mais a segurança oferecida por esse tipo de negócio.

Embora seja necessário ter um prévio capital acumulado para investir nesse tipo negócio, é possível encontrar excelentes opções de franquia por preços de até 10 mil reais, o que pode tornar a aquisição de uma franquia uma opção bastante vantajosa.

Qualificar-se é fundamental

As opções de negócios são muitas para quem desejada abrir um negócio em tempos de incertezas econômicas. Porém, mesmo que existam mercados amplos a serem explorados, a demanda, por si, não traz o tão almejado sucesso.

Mas então, o que é preciso fazer para abrir um negócio próspero e lucrativo? A resposta para essa pergunta está na qualificação profissional. Ter conhecimentos técnicos sobre a área do negócio e gerais sobre gestão são fundamentais para empreender com segurança e para criar diferenciais competitivos.

Portanto, antes de abrir uma empresa, vá em busca de uma graduação para saber como administrar bem o negócio. E com as várias opções de cursos em EAD, não há desculpa para deixar de estudar, não é mesmo?!

São muitas as oportunidades de negócios para quem deseja empreender na crise. Escolha a sua, qualifique-se e vá em busca de seus sonhos! E para ajudar outros empreendedores a encontrar ideias inovadoras, compartilhe este post nas redes sociais! 

5 segredos da gestão de tempo para estudantes

Deixe um comentário